avanca-saque-fgts-domestico-pedido-demissao

Avança saque do FGTS para empregado doméstico que pedir demissão

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS), do Senado Federal, aprovou no último dia 11 de abril, projeto da senadora Rose de Freitas (ES) que permite o saque integral do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), em caso de pedido de demissão feita pelo trabalhador.  Se adotada, a medida será válida também para os empregados domésticos.

Saque do FGTS no pedido de demissão

Atualmente, o saque só ocorre se a demissão se dá por iniciativa do patrão. Como a proposta é terminativa, o site do Senado informa que a tramitação será rápida. O tema deverá seguir diretamente à análise da Câmara dos Deputados, caso não haja recurso para votação no Plenário do Senado.

A adoção de novas práticas quanto ao FGTS, presentes nos itens da Reforma Trabalhista, ampliou a possibilidade de o saque ser feito também por quem pede demissão. O projeto de lei leva o número PLS 392/2016.

Reforma trabalhista já prevê saque do FGTS

Relator do projeto, o senador Paulo Paim (RS) lembrou que o texto atual da CLT foi reformulado com a reforma. O novo texto já prevê o resgate de 80% do fundo em casos de demissão por acordo entre patrão e empregado.

Para Paim, a proposta de Rose é um passo a mais rumo à “correção de uma distorção histórica” na legislação do FGTS. Rose considera que o Fundo retido apresenta atualização monetária “insuficiente”. Hoje, parte desses recursos vai para projetos habitacionais financiados pelo governo.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.