13º Salário de empregada doméstica

13º salário da doméstica: Reforma Trabalhista mantém regras

A chegada do fim do ano, e consequentemente do pagamento do 13º salário da empregada doméstica, coincide com a entrada em vigor da Reforma Trabalhista.

Reforma mantém regras do 13º salário

Muitos empregadores domésticos estão se questionando se a chamada Reforma Trabalhista trouxe alteração nesse direito dos trabalhadores domésticos. É importante esclarecer que as regras do 13º salário de empregados domésticos seguem como era. Nada mudou.

Como pagar o 13º da doméstica

O décimo terceiro salário da doméstica pode ser pago em duas parcelas ou parcela única. Sobre esse valor, são descontados o INSS e o IRRF, esse último caso atinja a faixa de contribuição.

13º salário 2017 em parcela única

O empregador doméstico pode optar por pagar o 13º salário da doméstica em uma única parcela. Neste caso, o valor total deve ser pago até 30 de novembro, e os descontos de INSS e IR são debitados também em novembro.

 

 

13º salário 2017 em duas parcelas

O pagamento do décimo terceiro em duas parcelas é o padrão. Paga-se a primeira parcela em novembro e a segunda, em dezembro. Nesse caso, os encargos – INSS e IR – serão apurados na segunda parcela.

Primeira parcela

Neste ano, o empregador deverá pagar a primeira parcela do 13º salário da doméstica até o dia 30 de novembro. O valor corresponde a 50% do total a ser pago e não há descontos nessa parcela.

Segunda parcela

A segunda parcela do décimo terceiro em 2017 deverá ser quitada até o dia 20 de dezembro. O valor corresponde aos 50% restantes, porém, são deduzidos os encargos referentes a INSS e IR.

Doméstica demitida durante o 13º salário

Há casos em que a doméstica é demitida no período entre as duas parcelas do 13º salário.

Nessa situação, o valor deverá ser pago proporcionalmente no momento da rescisão, caso a demissão ocorra após o pagamento da primeira parcela. A parcela será descontada na rescisão como antecipação.

Doméstica em licença maternidade

Muitos empregadores não sabem como proceder com o décimo terceiro quando a doméstica está de licença maternidade. Mas, a regra é simples: o patrão doméstico arcará com até 8/12 avos referentes ao período em que a doméstica esteve trabalhando ao longo desse ano.

O INSS, na confirmação do afastamento, irá bancar o proporcional de até 4/12 avos, valor referente aos meses em que a doméstica estiver de licença maternidade ao longo desse ano.

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.