Salário Doméstica SP 2016 - Governo sanciona piso regional

Salário Doméstica SP 2016 – Governo sanciona piso regional

Foi sancionado ontem (14), a Lei 16.162/2015 que reajusta o piso regional 2016 para o Estado de São Paulo. O salário da doméstica em SP passa dos R$ 905 para R$ 1000. 

Salário Doméstica SP 2016

Os trabalhadores domésticos em SP passarão a receber no mínimo R$ 1000 a partir de 1º de abril. O reajuste foi de 10,5% e sancionado ontem (14), pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB).

O valor pago anteriormente era de no mínimo R$ 905. Com o reajuste para R$ 1000, houve um aumento de R$ 95 no salário da doméstica. O novo valor representa R$ 120 a mais que o valor do salário mínimo federal, fixado em R$ 880 desde janeiro/2016.

Os empregadores domésticos aguardavam a sanção do governador, desde 29 de fevereiro, quando a ALESP aprovou o projeto de Lei 1608/2015. Segundo o projeto, o índice de reajuste segue a variação do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) de 2015.

O piso regional SP foi criado em 2007 com o objetivo de contribuir para que trabalhadores paulistas recebam salários acima do salário mínimo.

Você pode conferir aqui todos os valores vigentes para SP, desde 2007 >>

A partir de 1º de abril

A Lei n° 16.162, de 14/03/2016 entra em vigor a partir de 1º de abril, ou seja, o novo valor do piso regional de SP será pago na competência 04/2016, com vencimento em maio. Diferentemente de anos anteriores, a Lei sancionada não produz efeito retroativo a janeiro.

Cliente iDoméstica

Os usuários do iDoméstica não precisam se preocupar com o reajuste do piso regional paulista. Domésticas cadastradas no sistema, que recebem  abaixo de R$1000, terão  seus salários reajustados automaticamente.

 

Salário Doméstica SP 2016 – Dúvidas frequentes

Separamos as dúvidas mais frequentes sobre salário de empregada doméstica em São Paulo. Confira:

1. Empregador doméstico é obrigado a fazer o reajuste?

O reajuste é obrigatório para domésticas que trabalham no estado de São Paulo cujo o valor pago atualmente é inferior a R$ 1000.

Para as domésticas que recebem acima do piso regional, o reajuste não é obrigatório. No entanto, recomenda-se aplicar o índice de reajuste, aprovado em 10,5%.

2. Posso pagar o salário mínimo (federal) para doméstica que trabalha em SP?

Não. Os empregados domésticos do estado de São Paulo, assim como os que trabalham nos demais estados onde há o piso regional, deve-se seguir o piso de maior valor. Geralmente, o piso regional é o de maior valor.

3. Como fazer a anotação na carteira de trabalho?

É muito importante que o empregador mantenha a Carteira de Trabalho da doméstica sempre atualizada. Veja como anotar o reajuste de salário:

Na CTPS do empregado, procure a página “Alterações de Salário” e  faça a seguinte anotação:
Aumentado em 01/04/2016 Para R$ 1000,00
Na função de a mesma _________________
CBO __________ por motivo de alteração
do piso salarial estadual ____________
______________________________________
Assinatura do Empregador

Outros estados com piso regional

Os estados do RS, RJ e SC também definem o piso regional da empregada doméstica acima do salário mínimo. Nesses estados, os valores para 2016 ainda não foram definidos. No PR, outro estado com piso regional, o reajuste só ocorre em maio.

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.