Como fazer a declaração do IRPF 2022?

A partir do dia 8 de março já é possível fazer a declaração do IRPF 2022, e empregador deve ficar atento aos documentos e deduções

O Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) foi instituído pela Lei 4.625, e trata-se de um tributo de valor variável de acordo com os rendimentos declarados. 

O prazo para o envio da declaração teve início às 8h do dia 07 de março e terminará às 23h59min59s do dia 29 de abril de 2022. Depois desse período, o empregador que apresentar a declaração receberá multa pelo atraso.

Quer entender melhor sobre como fazer a declaração do IRPF 2022? Continue lendo!

Como fazer a declaração do IRPF 2022?

Primeiro, o empregador deverá baixar o aplicativo Meu Imposto de Renda ou acessar a página Meu Imposto de Renda.

Em seguida, deverá informar os seus dados pessoais e os seus rendimentos. 

Vale lembrar que deve-se informar, além do salário, as contribuições feitas à previdência social da empregada doméstica – já que, desde 2020, não é mais permitido deduzir o INSS. 

Veja: Tabela INSS 2022: confira os novos descontos!

Quais documentos são necessários para fazer a declaração do IRPF 2022?

Os documentos necessários para fazer a declaração do Imposto de Renda são:

  • Número de inscrição do CPF;
  • Número de Inscrição do Trabalhador (NIT) junto à Previdência Social/Programa de Integração Social (PIS);
  • Valores pagos pelo empregador.

E se o empregador não declarar o IRPF 2022?

Os prejuízos por não entregar a declaração do Imposto de Renda são muito grandes, por isso, é essencial que o empregador se prepare, separe os documentos e preencha atentamente a declaração.

Um dos maiores prejuízos é que o empregador que não entregar a declaração terá o CPF “suspenso” ou “pendente de regularização”. 

Além disso, pagará multa e ficará impedido de assumir um cargo em concurso público, não poderá tirar passaporte, não conseguirá alugar um imóvel e nem mesmo abrir e movimentar uma conta bancária.

Conte com a nossa ajuda

Mais da metade das empregadas domésticas ainda vivem na informalidade, e isso indica que os gastos também não estão sendo declarados no IRPF 2022.

Essa situação é muito perigosa para o empregador que, além de ter que arcar com um processo trabalhista, pode ter sérias consequências com o seu CPF, contas no banco, etc.

Regularizar a empregada doméstica é mais fácil e barato do que lidar com as incontáveis consequências jurídicas e financeiras que cada vez mais empregadores enfrentam.

Por isso, aproveite a nossa consulta grátis e converse diretamente com uma consultora especializada na legislação doméstica. 

Clique no botão abaixo e converse conosco!

 

[rock-convert-pdf id=”5901″]

 

Confira também -> Guia Completo – Como Contratar uma Empregada Doméstica?